(11) 2295-0039 - (11) 93800-6037 (Whatsapp) [email protected]

Workshop: O uso do rebozo no trabalho de parto

Descrição

Rebozo é um xale de algodão trançado em tear manual. No México, a peça multifuncional é um coringa na vestimenta feminina, além de ser usado para carregar bebês junto ao corpo de suas mães, no transporte de compras e, o uso que mais nos interessa, como instrumento de trabalho das parteiras tradicionais com as gestantes antes e durante o trabalho de parto.

O rebozo pode ser utilizado por doulas, enfermeiras obstetras e obstetrizes durante o pré-natal para fazer massagem e aliviar quaisquer incômodos da gestação.

No trabalho de parto, uma “rebozada” nos quadris ajuda a relaxar e aliviar a dor, pode ajudar a mulher a direcionar sua força, ser útil no momento dos “puxos” do expulsivo, servir de xale para aquecer as costas ou os pés da parturiente, de apoio para a cabeça quando dentro da banheira e como suporte da barriga nas posições inclinada e de quatro apoios.

O fato é que a criatividade é o limite para o uso do rebozo, no entanto, vale lembrar, o recurso deve ser usado apenas por quem conhece as técnicas e as possíveis consequências de seu uso. Assim, estudar e esclarecer todas as dúvidas antes de sair rebozando as gestantes por aí, é fundamental.

No Workshop Karina Fernandes Trevisan ensina as técnicas aprendidas em suas vivências pessoais e nos cursos que realizou com Naoli Vinaver, parteira mexicana famosa por trabalhar com os valores das tradições aliados aos conhecimentos científicos contemporâneos. O encontro é uma excelente oportunidade para auxiliar os profissionais da área da saúde que desejam utilizar os benefícios do rebozo em prol das gestantes que atendem.

Investimento

R$140,00 ou R$200,00 (com rebozo incluso), 50% na inscrição e o restante no dia do curso.

Local / Data

Data 05/06/2018
Hora Das 9h as 13h

Próximas datas

05 de junho, das 9h as 13h
07 de agosto, das 9h as 13h
09 de outubro, das 9h as 13h
04 de dezembro, das 9h as 13h

Faça sua inscrição

Rebozo é um xale de algodão trançado em tear manual. No México, a peça multifuncional é um coringa na vestimenta feminina, além de ser usado para carregar bebês junto ao corpo de suas mães, no transporte de compras e, o uso que mais nos interessa, como instrumento de trabalho das parteiras tradicionais com as gestantes antes e durante o trabalho de parto.

O rebozo pode ser utilizado por doulas, enfermeiras obstetras e obstetrizes durante o pré-natal para fazer massagem e aliviar quaisquer incômodos da gestação.

No trabalho de parto, uma “rebozada” nos quadris ajuda a relaxar e aliviar a dor, pode ajudar a mulher a direcionar sua força, ser útil no momento dos “puxos” do expulsivo, servir de xale para aquecer as costas ou os pés da parturiente, de apoio para a cabeça quando dentro da banheira e como suporte da barriga nas posições inclinada e de quatro apoios.

O fato é que a criatividade é o limite para o uso do rebozo, no entanto, vale lembrar, o recurso deve ser usado apenas por quem conhece as técnicas e as possíveis consequências de seu uso. Assim, estudar e esclarecer todas as dúvidas antes de sair rebozando as gestantes por aí, é fundamental.

No Workshop Karina Fernandes Trevisan ensina as técnicas aprendidas em suas vivências pessoais e nos cursos que realizou com Naoli Vinaver, parteira mexicana famosa por trabalhar com os valores das tradições aliados aos conhecimentos científicos contemporâneos. O encontro é uma excelente oportunidade para auxiliar os profissionais da área da saúde que desejam utilizar os benefícios do rebozo em prol das gestantes que atendem.

Pin It on Pinterest