(11) 2295-0039 - (11) 93800-6037 (Whatsapp) [email protected]

O laser no cuidado de mães e bebês

por | 28/02/2018

A Laserterapia de baixa intensidade (LBI) tem se destacado em diversas áreas da saúde. Muito utilizada na Odontologia, a técnica tem ganhado cada vez mais adeptos já que tem demonstrado bons resultados na cicatrização de feridas, situações pós cirúrgicas, melhora de quadros ortopédicos e estéticos e diversos outros fins. A função da luz de baixa intensidade é aumentar a oxigenação celular através de estímulos na mitocôndria celular (núcleo da célula), promovendo uma reparação mais rápida na célula danificada.

Amamentação

Recentemente a Laserterapia começou a ser utilizada também na amamentação, auxiliando no tratamento de diversos traumas como, por exemplo, a fissura mamilar – uma das principais causas do desmame precoce. A fissura mamilar ocasiona dores intensas na lactante e, devido ao atrito constante da boca do bebê aliado às dificuldades com a pega correta, pode levar um tempo maior para cicatrizar, causando muito desconforto.

Vale lembrar, no entanto, que apesar de o tratamento com laser ter demonstrado excelentes resultados no processo de cicatrização de fissuras, ele não é a única solução para o problema: a mulher que apresenta lesões mamilares deve, se possível, contar com o auxílio de uma Consultora em Aleitamento Materno. Apenas uma profissional capacitada poderá avaliar a pega e a mamada do bebê, observar outras questões que pode estar colaborando para a formação da fissura e, se for o caso, indicar a terapia de laser como auxiliar no tratamento.

Assaduras e recuperação após o parto

Ainda no âmbito dos cuidados mãe-bebê, a laserterapia tem se mostrado útil no tratamento de assaduras. A aplicação do laser auxilia na regeneração da pele lesionada, abreviando o tempo de tratamento, reduzindo a reincidência e melhorando o conforto do bebê.

A Laserterapia também pode ser uma grande aliada após o parto, auxiliando na melhora de hemorroidas (que podem surgir ainda na gestação e/ou no parto, independente da via de nascimento) e na cicatrização do períneo quando o parto acontece por via normal – seja na laceração ou na recuperação de episiotomia (corte no períneo), prática que, infelizmente, ainda é muito realizada no modelo obstétrico vigente no nosso país).  Após a cesárea, o laser pode ser usado como auxiliar na diminuição do inchaço e da dor local, além de promover uma cicatrização mais rápida da incisão.

Cólicas do bebê

Outra grande novidade é a aplicação de uma técnica chamada ILIB para o alívio das cólicas do bebê. ILIB é a sigla em inglês para Irradiação Intravascular do Sangue com Laser e consiste na irradiação de infravermelho para ativação celular, com efeito antioxidante, ação anti-inflamatória e aumento da circulação sanguínea. A melhora das cólicas dos bebês após algumas aplicações tem sido estudada, porém ainda não existem evidências científicas suficientes para comprovar a eficácia da técnica. A aplicação é feita no punho ou no tornozelo, é indolor e dura apenas alguns minutos.

Além disso, a aplicação do ILIB atua na prevenção e no tratamento de diversas doenças como Artrite, Artrose, Inflamações, tensões musculares, Diabetes, Colesterol, Hipertensão, entre outras doenças cardiovasculares. Alguns estudos também demonstram eficácia na involução de lesões de herpes labial e genital, auxiliando na dor local e contribuindo no desaparecimento das lesões.

Como vocês podem ver, a Laserterapia é uma técnica versátil, indolor, rápida e efetiva que pode beneficiar mães e bebês em vários aspectos, desde que utilizada adequadamente, por um profissional capacitado. Enfermeiras obstetras, Obstetrizes, Médicos Obstetras e Pediatras podem aplicar a terapia, desde que sejam habilitados e possuam conhecimentos para a utilização do equipamento.

Karina Fernandes Trevisan é formada em enfermagem obstétrica pela Unifesp, mestre em saúde materno infantil e doutora em cuidados em saúde, ambas pela USP. Atua no atendimento a parto domiciliar e hospitalar, englobando pré natal, parto e pós parto.

Thais Rodrigues Bernardo é Enfermeira Obstetra formada pela Faculdade Santa Marcelina e especialista em Saúde da Família pela UNIFESP. Na ComMadre atua como Parteira, realiza atendimento pré-natal  e pós-parto e consultoria em aleitamento materno.

Pin It on Pinterest

Share This