fbpx
(11) 2295-0039 / Whatsapp: (11) 9.9338-9265 contato@commadre.com.br

Como doar leite materno

por | 11/12/2020

O Brasil possui a maior e mais complexa rede de banco de leite humano do mundo. Somos referência mundial. A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, criada em 1998 por iniciativa conjunta do Ministério da Saúde e da Fundação Oswaldo Cruz, tem qualidade certificada e suas ações contribuem para a redução da mortalidade infantil. São mais de 225 bancos de leite humano em todos os estados do Brasil, no entanto, infelizmente apenas 45% dos bebês prematuros ou de baixo internados nas unidades Neonatais recebem esse leite.

Para doar o leite materno é muito mais simples do que muita gente imagina. Basta entrar no site rblh.fiocruz.br/pagina-inicial-rede-blh e buscar o Banco de Leite mais próximo da sua residência: toda região tem um banco de leite responsável. Daí é só ligar e agendar a visita das enfermeiras que vão até à sua casa colher os primeiros exames. Estando com os exames em dia, o próprio banco leva os potinhos de coleta à sua casa e depois, vem retirar.  Simples e sem precisar sair de casa.

Eu tenho pouco leite

Esse é um dos grandes mitos que faz com que muitas mulheres deixem de doar: todo leite importa. Você sabia que 1 ml de leite materno pode salvar a vida de um bebê prematuro? Pois é, quando dizemos que todo leite importa, não é um exagero. Imagina 1 ml de cada mulher, que diferença faria na vida de tantos bebês? Não existe quantidade mínima para que seja feita a coleta: quanto você conseguir retirar, eles vêm buscar.

“Ah, mas como eu tenho pouco leite, meu filho vai ficar com fome”. Claro que não é para deixar o seu filho com fome, seu filho é sua prioridade, sempre. Doamos o excesso.

Outra dúvida muito frequente é se mães de bebês que estão com pouco ganho de peso podem doar. E a resposta é sim! No banco, o leite passa por testes e é feita a contagem de calorias, a acidez, enfim, são checados vários parâmetros para que a oferta seja feita de acordo com as necessidades individuais de cada bebê. Além disso, não existe leite fraco, portanto,  o pouco ganho de peso do seu bebê (se é que isso é verdadeiro pois muitos médicos ainda colocam uma régua irreal em todos os bebês) pode estar associado a uma pega inadequada, ao freio lingual… portanto o ideal é passar em consulta com uma Consultora de Aleitamento Materno ou com uma Pediatra pró-amamentação para checar o que pode estar ocasionando o baixo peso.

 

Quem NÃO PODE doar?

Todo leite que chega ao Banco de Leite passa por uma triagem e é submetido à testagem. Mães HIV positivas e usuárias de drogas, são as únicas que não podem doar. Se você toma qualquer medicamento que é compatível com a amamentação do seu bebê, seu leite pode ser doado.

 

Por quê não pode amamentação cruzada mas pode receber leite de outras mães via doação?

Contraindicada pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a amamentação cruzada, como é conhecida a prática de mães que amamentam filhos de outras mulheres, traz diversos riscos ao bebê, podendo transmitir doenças. Todo leite que chega ao Banco é testado e segue rigorosamente os protocolos de higiene, em seguida passa por um processo de pasteurização que amplia sua validade para 6 meses sob refrigeração.

 

Como armazenar o leite para doação?

O leite materno deve ser armazenado em potes esterilizados de vidro com tampa plástica. A maioria dos Bancos de Leite já doam esses potes. Caso vá utilizar um pote seu, a esterilização é bem simples: basta lavar bem, colocar em água fervente e deixar secar com a boca para baixo em um pano limpo. Secou, fechou, está estéril.

 

Como fazer a retirada do leite

É importante que a mulher use máscara e touca. A bomba extratora de leite auxilia, mas não é fundamental para fazer a retirada do leite. Para fazer a extração de forma manual, basta apertar a mama e desprezar o primeiro jato. Caso consiga tirar pouca quantidade, mas o pote de armazenamento for grande, basta pegar uma etiqueta e anotar o dia e a hora que fez a primeira coleta e colar no pote.

Quando conseguir extrair mais leite, pode colocar junto e anotar. A anotação é importante pois vai te ajudar a saber exatamente o dia da primeira coleta já que o leite coletado pode ser em até 15 dias da primeira coleta feita. Outra dica: procure deixar dois dedos longe da borda do pote já que quando o leite congela ele acaba aumentando e pode estourar o vidro.

O leite materno pode ser armazenado durante 15 dias no freezer ou 12 horas na geladeira. Para doar, o ideal é que esteja congelado. Cuidado para não deixar o leite próximo à alimentos com cheiro forte, como peixe. O único leite que é descartado pelo Banco é o odorizado. Potinho pronto e congelado, basta ligar no Banco de Leite e aguardar a retirada.

 

 

Patrícia Terrível, Pediatra Neonatalogista, atua no Hospital Leonor Mendes de Barros, referência de Banco de Leite em São Paulo.

Graciele Basile, Enfermeira Obstetra e Consultora de Aleitamento Materno da Commadre.

 

Pin It on Pinterest

Share This